Uma Viagem pelo Brasil na Web

Brasil, 23 de Maio de 2017

Bandeira do Brasil
Bandeira do Brasil

» Home
  :: Bandeiras
  :: Clima
  :: Culinária
  :: Cultura
  :: Curiosidades
  :: Dados Gerais
  :: Datas Comemorativas
  :: Divisão Política
  :: Economia
  :: Embaixadas
  :: Fauna
  :: Folclore
  :: Hidrografia
  :: Hino
  :: História
  :: Infra-Estrutura
  :: Litoral
  :: Parques
  :: População
  :: Relevo
  :: Reservas
  :: Tipos Populares
  :: Trajes Típicos
  :: Vegetação
  :: Sites Governamentais

 
» Regiões
» Estados
» Capitais
» Municípios


Brasil (BR)

Litoral
Litoral Amazônico | Litoral Nordestino | Litoral Oriental | Litoral Sudeste | Litoral Meridional

Características:

Considerando-se uma linha, o litoral brasileiro alcança cerca de 7.367 km. Banhado pelo Oceano Atlântico, é extenso mas pouco recortado. A Plataforma Continental, equivalente a 200 milhas ou a 370,4 km, tem profundidade média de 200 m e largura média de 90 km. Seu trecho mais largo está no litoral do Amapá e do Pará, chegando a 400 km na foz do Rio Amazonas. No litoral do Nordeste é mais estreita, voltando a se alargar ao sul do Espírito Santo. Além de ser importante área pesqueira, a Plataforma Continental abriga reservas de petróleo.
Pode-se dividi-lo em 5 grandes regiões diferenciadas pelos aspectos climáticos e continentais: Amazônico, Nordestino, Oriental, Sudeste e Meridional.
No litoral brasileiro encontramos dois tipos de ilhas:

  • Ilhas Costeiras - Apoiadas na Plataforma Continental. As mais conhecidas são: São Luís (MA), Vitória (ES) e Florianópolis (SC), que abrigam Capitais de Estado; Itaparica, na Bahia; Grande, no Rio de Janeiro; e São Sebastião, em São Paulo que se destacam pelo turismo; e Abrolhos, transformada em Parque Nacional Marinho, distante 80 km da costa sul da Bahia, formada por cinco ilhotas de origem vulcânica que reúnem os maiores recifes de coral do Atlântico Sul, atingindo 20 m de altura.

  • Ilhas Oceânicas - Apoiadas diretamente no fundo do Oceano. Os mais importantes grupos de ilhas oceânicas são o Atol das Rocas, primeira Reserva Biológica do País, situado a 240 km a nordeste do Rio Grande do Norte, formado de corais dispostos em forma de coroa, com o interior tomado por uma lagoa de água salgada e de difícil acesso devido aos recifes; o Arquipélago de Fernando de Noronha, transformado em Parque Nacional Marinho, formado por 19 ilhas de origem vulcânica, situado em Pernambuco e com sua maior ilha, Fernando de Noronha (16,2 km²), habitada; Penedos de São Pedro e São Paulo, localizados a cerca de 900 km a nordeste do Rio Grande do Norte, formados por rochedos em forma de meia-lua cobertos por fezes de aves marinhas e cercados por recifes; e Trindade e Martim Vaz, situadas a 1.000 km de Vitória (ES), sendo as mais distantes da costa, usadas como Base da Marinha e Estação Meteorológica.

Litoral Amazônico:

Localiza-se da foz do Oiapoque (AP) até o Maranhão oriental.
Apresenta áreas periodicamente inundáveis. É marcado pela foz do Rio Amazonas, com canais, pequenos lagos, manguezais e ilhas, entre elas a de Marajó. No norte do Amapá há ainda longas restingas.

Litoral Nordestino:

Localiza-se do Maranhão Oriental (Delta do Parnaíba) ao Recôncavo Baiano.
Apresentam chuvas abundantes e o elemento característico é a formação dos recifes de coral. Destacam-se as dunas do Parque dos Lençóis Maranhenses, que abrigam lagoas no período de chuvas, e o Delta do Rio Parnaíba, entre Maranhão e Piauí. No trecho que vai do Rio Grande do Norte à Bahia são comuns as restingas, dunas, lagunas e os mangues. Entre Alagoas e Sergipe está a foz do Rio São Francisco.

Litoral Oriental:

Localiza-se no Recôncavo Baiano ao sul do Estado do Espírito Santo.
Costa predominantemente baixa, caracterizada pela presença de extensas restingas, que ora se apresentam isoladas, ora ligadas umas às outras e ao continente, dando origem a grandes planícies. Presença de recifes de corais, como os de Itacolomi e Abrolhos.

Litoral Sudeste:

Localiza-se do sul do Espírito Santo até Santa Catarina.
Descreve uma grande reentrância. Presença de falésias e costões destacando-se a Baía da Ilha Grande e a Baía da Guanabara, ambas no Rio de Janeiro. De Santos para o Sul, até quase a fronteira do Paraná, a costa muda de feição, torna-se baixa e com restingas. Neste trecho abrem-se novamente grandes baías, como as de Paranaguá-Laranjeiras (PR) e São Francisco (SC). Em conseqüência dos processos de sedimentação, numerosas ilhas foram incorporadas ao continente e antigos grupos de ilhas foram se interligando, vindo a constituir duas grandes ilhas, a de São Francisco e a de Santa Catarina.

Litoral Meridional:

Localiza-se desde Laguna (SC) até a Barra do Arroio Chuí (RS).
Esse trecho do litoral é quase que inteiramente baixo e arenoso. Aparecem conjuntos de cordões litorâneos, criando planícies bastante amplas, dentre as quais surge uma série de lagunas, algumas delas totalmente fechadas e outras interligadas por canais rasos que facilitam à formação de dunas elevadas. Ocorrem ainda uma série de lagunas de restingas, das quais destacam-se por suas dimensões as Lagoas dos Patos e Mirim (RS).



® Copyright 2000-2017 - Brasil Channel - todos os direitos reservados por lei,  proibida a reprodução total ou parcial deste site.
LEI Nº 9.610/98 - DIREITOS AUTORAIS, LEI Nº 9.609/98 PROTEÇÃO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL e LEI No 10.695 - Código de Processo Penal