Uma Viagem pelo Brasil na Web

Brasil, 21 de Julho de 2019

Bandeira do Amapá
Bandeira do Amapá

» Home
» Brasil
» Regiões
» Estados
  :: Macapá
    .: Arquitetura
    .: Como Chegar
    .: Cultura
    .: Dados Gerais
    .: Distritos Turisticos
    .: Eventos
    .: Hidrografia
    .: História
    .: Infra-Estrutura
    .: Litoral
    .: Parques
    .: Relevo
    .: Sites Municipais
    .: Álbum de Fotos

 
» Municípios


Macapá - AP

Cultura
Museus | Centros Culturais | Faculdades | Índios

Museus:

Museu Histórico Joaquim Caetano da Silva:
Instalado no Prédio da Intendência.
Acervo: Peças indígenas e que retratam a história da Cidade. Cerâmicas indígenas recuperadas por arqueólogos.
Localização: Rua Mário Cruz, 17 - Tel: 212-5120.

Museu do Desenvolvimento Sustentável:
Acervo: Plantas medicinais, trabalhos de pesquisas realizados pelo IEPA - Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas, artesanato de tribos indígenas.
Localização: Av. Feliciano Coelho, 1.509 - Tel: 223-3935.
Funcionamento: 3ª a 6ª feira de 8:30h às 12:00h e das 15:00h às 18:00h e sábado de 15:00h às 18:00h.

Museu de Plantas Medicinais Waldomiro de Oliveira Gomes:
Acervo: Pesquisas e os objetos pessoais do seu fundador Valdemiro de Oliveira Gomes, produtos da flora medicinal da Amazônia, a cultura indígena, composta de armamento, indumentárias e peças, coleção de sementes, produção de mudas, carpoteca e laboratório de fitoterapia, tinturas homeopáticas e vegetais.

Museu Ângelo Moreira da Costa Lima:
Desenvolve pesquisas e estudos nas áreas de zoologia, botânica e geologia.
Acervo: Fauna e flora amapaense.
Localização: Rodovia Juscelino Kubitscheck, km 10.

Museu Fortaleza de São José de Macapá:
Instalado na Fortaleza de São José de Macapá com o objetivo de preservar o Patrimônio. É um centro de lazer e convivência, com lojas e restaurantes de produtos típicos, espetáculos teatrais e musicais, palestras, conferências e seminários.
Acervo: Peças históricas, científicas e culturais com exposição permanente de artesanato amapaense.
Localização: Fortaleza de São José de Macapá.
Funcionamento: Visitas Monitoradas de 3ª feira à domingo de 9:00h às 12:00h e de 16:00h às 19:00h.

Sítio Arqueológico do Pacoval:
Acervo: Objetos domésticos e urnas funerárias de uma civilização indígena extinta.
Localização: Av. Piauí s/nº.

Centros Culturais:

Teatro das Bacabeiras:
Inaugurado em 1990, com o nome de Cine Teatro de Macapá, passou ao nome atual em 1992. Destina-se à apresentações de eventos artístico-culturais. Sua arquitetura é moderna.

Faculdades:

Centro de Ensino Superior do Amapá: 
Localização: Rodovia Duque de Caxias, s/nº, km 0, Alvorada - Tel: 261-2133.

FAMA - Faculdade de Macapá: 
Localização: Av. Duque de Caxias, 908, Centro - Tel: 223-0072.

FAMAP - Faculdade do Amapá: 
Localização: Av. Almirante Barroso, 68 - Tel: 217-1300.

FAT-AP - Faculdade Atual: 
Localização: Av. Mendonça Furtado, 1.220, Centro - Tel: 217-1492

IESAP - Instituto de Ensino Superior do Amapá: 
Localização: Av. Feliciano Coelho, 125   
Trem - Tel: 222-6400.

IMMES - Instituto Macapaense de Ensino Superior: 
Localização: Av. Mendonça Júnior, 1.105, Centro - Tel: 223-4244.

Faculdade de Teologia e Ciências Humanas: 
Localização: Av. Professora Cora de Carvalho, 1.648 - Tel: 222-0247.   

Campus Universitário Marco Zero do Equador / Universidade Federal do Amapá - UNIFAP:
Localização: Rodovia Juscelino Kubitschek de Oliveira, km 2, Bairro Zerão - Tel: 241-1515.

Faculdade Seama:
Localização: Av. Nações Unidas, 1.201, Laguinho - Tel: 223-7393.

Índios:

Em Macapá encontra-se uma Administração Regional que cuida da área indígena Waiãpi, com 411 índios, além de dar assistência também  à área indígena Paru D'Este, com 130 índios Apalai, Waianã, Tirió e Waiãpi, área indígena Tirió, com 701 índios Tirió, Kaxuiana, Erowaiana e Waiãpi e Parque Indígena do Tumucumaque, com 362 índios Waianã, Tirió, Apalai e Waiãpi, todos localizados no norte do Pará. Os Waiãpi, de contato recente, são primitivos e mantêm toda sua cultura. Falam somente sua língua, Tupi-Guarani e sua economia é basicamente agrícola e de subsistência, vendem artesanatos ou essências florestais e se dedicam a pequenos garimpos manuais de ouro que são estimulados pela Funai. Após o esgotamento do local de extração, tapam o buraco e reflorestam com pupunha ou açaí. Não são paternalizados por ninguém e sua expressão política regional atende apenas a reivindicações sobre seus direitos. A sede da Administração conta com estrutura montada para dar assistência aos índios, principalmente nas áreas de saúde, venda de artesanato ou ouro e compras. Abriga a Casa do Índio, local que oferece tratamento de saúde.






® Copyright 2000-2017 - Brasil Channel - todos os direitos reservados por lei,  proibida a reprodução total ou parcial deste site.
LEI Nº 9.610/98 - DIREITOS AUTORAIS, LEI Nº 9.609/98 PROTEÇÃO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL e LEI No 10.695 - Código de Processo Penal