Uma Viagem pelo Brasil na Web

Brasil, 24 de Junho de 2019

Bandeira do Distrito Federal
Bandeira do Distrito Federal

» Home
» Brasil
» Regiões
  :: Distrito Federal
    .: Cultura
    .: Dados Gerais
    .: Culinária
    .: Economia
    .: História
    .: Infra-Estrutura
    .: Quadro Humano
    .: Quadro Natural
    .: Turismo
    .: Sites Estaduais

 
» Capitais
» Municípios


Distrito Federal (DF)

História

A idéia de se transferir a Capital do Brasil para o sertão remonta ao século XVIII, pois daria a Portugal uma "Nova Lisboa" a meio caminho da África e das Índias, na rota das linhas vitais de seu comércio.
Em 1789 os Inconfidentes reivindicam, entre outras coisas, a transferência da Capital para o interior.
Em 1821, José Bonifácio propõe a instalação da Capital na recém-criada comarca de Paracatu do Príncipe com o nome de Brasília ou Petrópole.
A idéia volta a ser debatida em 1839, época que acontece uma epidemia de febre amarela no Rio de Janeiro, quando apresenta-se o primeiro plano concreto sobre a construção de uma Cidade no Planalto, entre os Rios São Francisco, Maranhão ou Tocantins, porém não foi aceita.
Em 1892, a Comissão Exploradora do Planalto Central do Brasil constrói quatro marcos na região, na chamada Missão Cruls, e pesquisa a fauna, flora, recursos naturais, topografia, etc. O resultado é um relatório, entregue em 1894, contendo todas as informações da região.
Em 1905, 1911 e 1919, a questão é reaberta.
Em 7 de setembro de 1922, ano do Centenário da Independência do Brasil, foi lançada no Morro da Capelinha, em Planaltina, a Pedra Fundamental do Distrito Federal.
Em 1933, a Grande Comissão Nacional de Revisão Territorial e Localização da Capital, do IBGE, resolve recomendar a mudança e o local escolhido é o demarcado pela Comissão Cruls.
Dissolvido o Congresso em 1937, a questão é arquivada, só retornando à tona em 1946, quando o deputado Juscelino Kubitschek defendeu a localidade de Pontal, no Triângulo Mineiro, como mais favorável para a instalação do novo Distrito Federal e outros em diversos lugares.
Por fim, a constituição de 1946 determina o Planalto Central. 
O IBGE consagrou o nome sugerido por José Bonifácio: Brasília.
A interiorização da Capital tem como motivos: o medo de invasões pelo litoral, a melhor ocupação e desenvolvimento do interior do Brasil e para alguns, deixa os governantes menos sujeitos a certos tipos de pressão popular.
Em 1953, a firma americana Donald Belcher and Associates, Inc. assina contrato para fazer o levantamento aéreo da região escolhida no Planalto Central.
Em 1954, uma comissão escolhe o Sítio Castanho, entre os Rios Preto e Descoberto.
Em 1955, uma área de 50 mil km² é demarcada.
No primeiro comício de sua campanha eleitoral, em Jataí (GO), em 1955, o então candidato, Juscelino Kubitschek, promete a mudança da Capital e em 1956, já empossado, assina a Mensagem de Anápolis, lançando as bases da Companhia Urbanizadora da Nova Capital, Novacap, e inicia-se a terraplenagem.
Surgem os candangos, trabalhadores vindos de todos os pontos do País, principalmente do Nordeste, e inicia-se a construção do Plano Piloto elaborado por Lúcio Costa e executado por Oscar Niemeyer.
Lúcio Costa traça dois eixos, como uma cruz e os chama de Eixos Rodoviário e Monumental. O Rodoviário dá à cruz a forma das asas de um avião, a Asa Norte e Asa Sul; e o Monumental, com 16 km de extensão, destina-se às autarquias e monumentos. No lado leste, Prédios Públicos e Palácios do Governo; no centro, a Rodoviária e a Torre de TV; e no lado oeste os Prédios do Governo do Distrito Federal. 
Em 1958, funda-se Taguatinga, a mais importante Cidade-satélite do DF.
Brasília é inaugurada a 21 de abril de 1960, construída no formato de um avião, e é instalado o Distrito Federal. Planejada para uma população de apenas 500 mil habitantes, sua população cresce muito além do esperado. Formam-se Cidades-satélites. Sobradinho e Gama, em 1960; Guará, em 1969; e Ceilândia, cujo nome vem de CEI - Campanha de Erradicação de Invasões, em 1971. 
Em 1987, a Comissão de Sistematização da Assembléia Nacional Constituinte aprovou a autonomia política de Brasília ao mesmo tempo que se torna Patrimônio Cultural da Humanidade, título dado pela UNESCO.
Promulgada a Constituição de 1988, a Cidade passou a eleger Governador e Câmara Legislativa.
Atualmente o Distrito Federal é formado pela Cidade de Brasília e mais 19 Regiões Administrativas.






® Copyright 2000-2017 - Brasil Channel - todos os direitos reservados por lei,  proibida a reprodução total ou parcial deste site.
LEI Nº 9.610/98 - DIREITOS AUTORAIS, LEI Nº 9.609/98 PROTEÇÃO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL e LEI No 10.695 - Código de Processo Penal