Uma Viagem pelo Brasil na Web

Brasil, 23 de Agosto de 2019

Bandeira do Espírito Santo
Bandeira do Espírito Santo

» Home
» Brasil
» Regiões
  :: Espírito Santo
    .: Cultura
    .: Dados Gerais
    .: Culinária
    .: Economia
    .: História
    .: Infra-Estrutura
    .: Quadro Humano
    .: Quadro Natural
    .: Turismo
    .: Sites Estaduais

 
» Capitais
» Municípios


Espírito Santo (ES)

Cultura

Características:

O Estado conta com diversos museus e relíquias históricas como o Convento da Penha, localizado em Vila Velha, construído em 1570, o Museu de Anchieta que guarda peças do mais alto valor sacro e histórico, o Palácio Anchieta construído no século XVI, atual sede do Governo do Estado, o Teatro Carlos Gomes construído no início do século e museus ligados à cultura Teuto-Italiana que se localizam nas Cidades serranas.
Conta, ainda, com várias casas de cultura que expõem peças ligadas à história das Cidades e Igrejas que denotam a presença jesuítica no Norte do Estado.
A produção de panelas de barro e o artesanato de conchas de Piúma, produzindo colares, pulseiras, cinzeiros e enfeites de conchas e búzios, são o que há de mais típico no Espírito Santo. Em algumas praias, como a de Guarapari e Meaípe, podemos encontrar rendas de bilro e, em Aracruz, o artesanato indígena com enfeites e utensílios de uso doméstico de fibra vegetal.
A culinária capixaba mantém as tradições aprendidas com seus colonizadores e indígenas, aliadas à influência dos Estados vizinhos. Baseia-se no pescado sempre preparado em panelas de barro, características da região de Goiabeiras, ao norte da Ilha de Vitória. São tortas e moquecas, prato mais popular, além de muxá (feito com milho) e o mingau de folhas alternados com receitas de origem italiana e alemã, como a polenta, o anholini, o minestrone, a sopa pavesa, o chucrute, o brote e o caneloni, além das sírio-libanesas, como o charuto, o arroz com lentilhas, o tabule e o quibe. Têm o costume de comer banana-da-terra, com canela e açúcar e, nas serras, de beber vinho. Os doces são bem variados destacando-se o bolo de mandioca, fubá assado no forno, beijus de tapioca, doces de compota, e refrescos de fruta.
Cada região do Estado manifesta seu folclore de forma própria. No Norte, em Conceição da Barra e São Mateus, o Ticumbi, o Rei de Boi, o Congo e o Alardo e, na região serrana, as festas tradicionais dos imigrantes, sendo uma das principais o Festival de Imigração Alemã, ou Sommerfest, em Domingos Martins, que ocorre no final de janeiro e início de fevereiro e a Festa da Polenta, em Venda Nova do Imigrante; a de Corpus Christi em Castelo; as Festas de Nossa Senhora da Penha, os festejos de Santo Antônio, em 13 de junho, de São Pedro dos Pescadores, em 29 de junho, e de Nossa Senhora da Vitória, dia 8 de setembro, em Vitória; a Festa de Nossa Senhora da Conceição, em 8 de outubro, o Alardo, no Natal ou nos dias 19 e 20 de janeiro, em Guarapari.






® Copyright 2000-2017 - Brasil Channel - todos os direitos reservados por lei,  proibida a reprodução total ou parcial deste site.
LEI Nº 9.610/98 - DIREITOS AUTORAIS, LEI Nº 9.609/98 PROTEÇÃO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL e LEI No 10.695 - Código de Processo Penal